Yoga é um conjunto de técnicas físicas e mentais, que surgiu na Índia há mais de 5000 anos. Georg Feuerstein diz, em A Tradição do Yoga, que: “O Yoga, portanto, é a tecnologia do êxtase, da autotranscendência.”

Há diferentes tipos, ou escolas, de yoga: Râja-Yoga, Hatha-Yoga, Jnâna-Yoga, Bhakti-Yoga, Karma-Yoga, etc., e todas as escolas de yoga almejam atingir este estado de êxtase, mas mudam as interpretações e as técnicas utilizadas.

Dois mil anos atrás, surgiu o Yoga Sutra de Patanjali, uma coleção de 195 afirmações que são utilizadas como um guia filosófico pela maior parte dos praticantes de hoje em dia, o yoga clássico ou yoga de oito partes: the yamas (restrições), niyamas (hábitos), asana (posturas), pranayama (técnicas respiratórias), pratyahara (abstenção), dharana (concentração), dhyana (meditação), e samadhi (êxtase). Outros textos que descrevem as ferramentas do yoga são o Hatha Yoga Pradipika, o Bhavagad Gita e os Upanishads.

Durante as práticas de yoga, a respiração é o foco principal e é utilizada para guiar os movimentos do corpo e acalmar a mente. Ao trazer sua atenção para a respiração, o praticante de yoga se permite estar cada vez mais presente em cada momento.

Yoga é, principalmente, uma prática de autoconhecimento. Yoga não é uma religião e você não precisa abrir mão da sua para praticar. Você não precisa ser flexível para começar a praticar yoga assim como você não precisa saber nadar antes de começar aulas de natação.

Continue acompanhando o blog para saber mais sobre yoga!

Deixe uma resposta